Ginecologista em Santana | Dra Edinalva Braz

logo dra. edinalva braz ginecoogista em santana

Telefones:

   (11)  3115-4375

       (11) 94613-0766

Candidíase Vaginal, entenda bem

mulher com flor na vagina indicando saúde vaginalA candidíase vulvovaginal (CVV) corresponde a segunda infecção vaginal mais prevalente nas mulheres e é causada pelo supercrescimento de um fungo (levedura) chamado CANDIDA ALBICANS responsável por 90% das CVV.

 O gênero CÂNDIDA é constituído por mais de 200 espécies de leveduras saprofíticas   localizadas em diferentes mucosas e secreções do nosso corpo, principalmente na mucosa vaginal e intestinal. 

Nossa convivência com esses microrganismos é natural e pacífica, no entanto, algumas espécies têm um comportamento “oportunista”, ou seja, quando o organismo encontra-se em situação de desequilíbrio da resposta imunológica, ocorre uma diminuição das defesas naturais e esses microrganismos crescem de forma exagerada.

Muitas infecções fúngicas aparecem   logo após o uso de antibióticos, por prejudicar o equilíbrio normal da flora vaginal com outros micro-organismos e essa alteração pode favorecer a multiplicação da CANDIDA ALBICANS.

A mucosa vaginal e uterina são sensíveis às alterações fisiológicas, hormonais e imunológicas; a flora vaginal   constituída pelos lactobacilos de Doderlein, em parceria com nosso sistema imunológico, trabalham juntos para impedir que germes potencialmente patogênicos cresçam e causem infecção.    

Nas últimas décadas o reconhecimento de que algumas doenças como, o diabetes melito, doença intestinal inflamatória, artrite reumatoide, psoríase, doenças alérgicas como a asma, eczemas, a alergias alimentar e especialmente os que fazem uso diário com imunossupressores para tratamento dessas patologias acabam alterando sua resposta imunológica favorecendo o crescimento indiscriminado dessas leveduras e aparecimento da CANDIDÍASE VULVOVAGINAL(CVV). Outro exemplo, da diminuição das defesas naturais são, os portadores HIV/AIDS que apresentam outras infecções além da CVV a candidíase oral.   

 

SINAIS E SINTOMAS

Os sintomas e sinais mais característicos são:

_prurido vulvar (coceira)

_ardor vaginal

_presença de corrimento branco, espesso e sem cheiro.

_edema e eritema vulvar (vulva vermelha e inchada) 

_dispareunia (dor na penetração vaginal)

_disúria (ardência para urinar)

 

PREVENÇÃO

Para prevenir a CVV de repetição, se faz necessário mudanças comportamentais como:

_alimentação saudável: alimentos industrializados ricos em aditivos químicos devem ser evitados sempre que possível. É essencial aumentar a ingesta de alimentos frescos preparados pela mãe natureza, como frutas, legumes, grãos integrais e verduras.

_controlar o estresse: uma rotina de trabalho corrida e excesso de informações ocupa nossa mente diariamente. Os cuidados com alimentação, sono, exercícios físicos ou simplesmente “não fazer nada” merecem destaque na sua agenda. Reserve um tempo para você e sua família. O estresse mental e emocional por si só não são causadores da síndrome fúngica, porém são facilitadores.

_evitar roupas sintéticas:  especialmente peças íntimas, que impedem uma ventilação correta, devem ser substituídas, por calcinhas de algodão.

_higiene íntima: evitar o uso de tampões vaginais, duchas, desodorantes. Uma higiene íntima inadequada com produtos que possam causar alergia na pele da vulva e alterar o PH vaginal devem ser evitados.

 

EVITE A AUTOMEDICAÇÃO!  PROCURE AJUDA MÉDICA!

Estudos recentes, vem demonstrando uma QUEDA na efetividade do tratamento de todas as espécies de CANDIDA, com o uso indiscriminado do tão conhecido fluconazol.  

 

Clique aqui e leia também outros artigos sobre saúde e prevenção. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como podemos ajudar?